Rosangela Demetrio


Avenida Paulista: a estrela do Natal paulistano

Uma avenida, que na época do Natal concentra os maiores índices de investimentos em decoração corporativa do Estado, parece ter luz própria

Enfeitada em toda a sua extensão, a avenida considerada a vitrine da capital paulista, tornou-se um dos principais pólos de atração turística de Natal do País. “A decoração de Natal só traz vantagens para a Paulista e arredores. Ela atrai turistas de todas as partes, que aquecem o comércio local”, afirma Heitor Sertão, gerente da Avenida Paulista. As atrações e eventos comemorativos de final de ano envolvem diversos profissionais, gerando empregos diretos e indiretos. Além de reforçar todos os serviços do cotidiano, como limpeza, coleta de lixo e segurança, a Avenida recebe os especialistas que desenvolvem trabalhos típicos da época do Natal. São eles: decoradores, iluminadores, engenheiros civis, mecânicos e de robótica, designers, artistas, arquitetos, técnicos de som, enfim, um verdadeiro batalhão de pessoas engajadas e comprometidas, que cuidam dos mínimos detalhes para que tudo fique perfeito.

Em 2009, por meio das parcerias da Prefeitura do Município de São Paulo com a iniciativa privada e como parte do projeto Natal Iluminado, a Avenida Paulista ganhou muita luz e efeitos especiais para que sua decoração pudesse ser contemplada tanto de dia como à noite. O projeto que enfeitou a própria avenida, patrocinado pelo Itaú Unibanco, trouxe o clima do centro antigo para a moderna avenida, tomando os 38 postes do canteiro central com faixas, guirlandas, luminárias especiais e festões.

Diante da preocupação mundial com o aquecimento do planeta, o Papai Noel deu um bom exemplo. No Parque Trianon, a Casa do Papai Noel Sustentável foi construída com madeira certificada e lâmpadas LED, que oferecem maior economia. Aliás, é importante lembrar que uma das principais preocupações da administração pública paulistana com o projeto foi incluir o conceito de sustentabilidade.

Merece destaque a tradicional decoração de Natal da agência Trianon do Itaú Personnalité, que apresentou um coral adulto de 12 vozes, com espetáculos que incluíam shows de luzes e chuva de neve. Um Papai Noel animado eletronicamente tocava órgão e conduzia o evento. Um total de 28 pinheiros decorados circundaram o prédio e a árvore principal, decorada por bolas e notas musicais, tinha 5,8 metros. Havia também o trenó do Papai Noel; 65 franjas de luz com 9 km de microlâmpadas brancas; 25 laços vermelhos; 6.000 bolas decorativas; 3.000 notas musicais; 400 m de mangueira luminosa (flexlight) nos contornos das janelas, vitrines e porta da agência, além de 12 km de microlâmpadas verdes.

Itau Personnalite Natal 2009, foto de Marie Hippenmeyer

Outra decoração especial chamou a atenção para o novo espaço verde da Capital, a Praça Mario Covas, que fica na esquina da Avenida Paulista com a Rua Ministro Rocha Azevedo. As árvores da nova praça ganharam iluminação natalina. O prédio da FIESP e as agências dos bancos também apresentaram decoração diferenciada, principalmente o Bradesco Prime, um dos que mais recebeu visitação popular. O Shopping Center 3 inovou na decoração, destacando as cores azul e branco na fachada e na entrada principal. A decoração contou com adereços e luzes nessas cores, além de detalhes em dourado.

E para colaborar com o tema sustentabilidade, o Conjunto Nacional, que fica na esquina da Avenida Paulista com a Rua Augusta, apresentou uma inovadora decoração natalina elaborada com materiais recicláveis e reutilizáveis. Só na fachada, 24 arcos de oito metros de altura feitos com 32 mil garrafas pet revestiam o edifício.

Investimento com retorno garantido

Em 2009, a Prefeitura do Município de São Paulo investiu em decoração natalina, para a cidade toda, R$ 5,6 milhões, valor idêntico ao do ano anterior. Porém, houve mais sofisticação nos projetos. Foram instalados mais de 25 milhões de microlâmpadas, 3,5 mil refletores, 35 mil miniestrobos, 25 km de mangueiras iluminadas e 25 mil clusters de LED, que juntos somam mais de 120 km de vias decoradas para compor o Natal Iluminado 2009, que nessa edição teve como temática central o Natal da família paulistana. Segundo dados da SPTuris, a capital paulista recebe a cada ano 11 milhões de visitantes, motivados principalmente por negócios, pelos grandes eventos e pelas opções de lazer e entretenimento que a cidade oferece. A decoração corporativa de Natal é um dos fatores que impulsionam o comércio na cidade. Seduzidos pela diversidade de opções, os turistas aproveitam a visita para fazer compras. Na época que antecede o Natal, a programação natalina e os atrativos culturais e turísticos trazem mais de dois milhões de visitantes à cidade. Desse total, cerca de 20% vão às compras.

 Você sabia que a Avenida Paulista tem um gerente?

É verdade. Quem atualmente ocupa o cargo de gerente da Avenida Paulista é Heitor Sertão. Ele explicou que a Avenida está num espaço físico entre três subprefeituras (Sé, Vila Mariana e Pinheiros) e as competências com relação a ela ficavam divididas entre as três administrações. Para definir quem tomaria conta da Paulista e de seus arredores, chegou-se a um consenso de que pela importância dos eventos que acontecem nela e pelo fato de ser a “vitrine de São Paulo”, ela merecia atenção especial de uma equipe voltada exclusivamente para seus interesses. Assim, criou-se a Gerência da Avenida Paulista.

“Somente após a criação da Gerência da Avenida Paulista, é que se pode mensurar o grau de complexidade que sua administração exige”, afirma Heitor Sertão. “Eram aproximadamente 50 concessionárias atuando na Avenida (Eletropaulo, Sabesp, Comgás, TVs a cabo, Telefonia, etc) procurando resolver seus problemas de instalações isoladamente e fazendo, para isso, buracos e mais buracos. Sem falar nos pesados carros de transporte de valores, que para a própria segurança subiam nas calçadas, causando rachaduras e afundamentos no piso”, explica o gerente. “Hoje, controlamos e cuidamos de tudo na Avenida, desde a importantíssima questão da acessibilidade, a reconstrução de todas as calçadas, instalação de guias e sinalização adequada, até a questão da segurança e a administração dos três eventos anuais: Reveillon na Paulista (Show da Virada), Parada GLBT e Corrida de São Silvestre”.

 A Joia – Uma história de paixão e emoção

A Joia, Natal 2009, foto divulgação

Existe em Votuporanga, cidade do interior paulista, uma loja chamada A Joia, que é um exemplo de como uma decoração natalina diferenciada, feita com carinho, pode transformar uma empresa familiar com mais de 50 anos de tradição, num ícone regional. Quando chega o Natal, A Jóia é ponto turístico na cidade. As atrações da loja trazem público de um raio de mais de 200 quilômetros. Segundo a proprietária, Elza Mara Pignatari Pinzan, a decoração natalina tem um cunho social muito grande. “É difícil transcrever em palavras a alegria que sentimos ao ver a emoção que a decoração de nossa loja provoca nas pessoas. É a nossa forma de estimular o amor ao próximo, devolvendo ao público uma parcela do que ele nos proporciona o ano todo”, afirma Elza Mara.

“Começamos com alguns fios com lâmpadas e um Papai Noel inflável, que foram suficientes para percebemos o sucesso que faziam. A partir de então, fomos buscando novidades e aperfeiçoamento. Nós queríamos que a loja tivesse uma decoração que tocasse o coração das pessoas, evocando o espírito de Natal. Nossa projeção comercial já era grande na região. Mas agora, além da tradição dos produtos e serviços que oferecemos, também somos reconhecidos pela decoração de Natal. Comercialmente falando, vemos isso como um grande benefício”, completa a empresária.

“Compramos todo o material em lojas especializadas e confeccionamos os enfeites por aqui. Só contratamos de fora a programação e a automação dos bonecos. O investimento total gira em torno de 50 mil reais por ano. Acho importante salientar que não há relação entre o custo da decoração e a expectativa de vendas no Natal. Nós teríamos que obter um faturamento muito maior no fim do ano para podermos suportar esses investimentos”, afirma Elza Mara.

Matéria escrita por Rosângela Demetrio e publicada na revista Christmas News 30. Qualquer reprodução só poderá ser feita mediante autorização por escrito.



Quem é Rei nunca perde a majestade
30/05/2010, 16:52
Filed under: Decoração, Matérias | Tags: , ,

O desafio de uma empresa que conquistou liderança e solidez num mercado cada vez mais competitivo é oferecer qualidade ao menor preço possível

O Rei do Armarinho é um dos mais tradicionais estabelecimentos comerciais da região da Rua 25 de Março, na capital de São Paulo. Distribuidora de produtos nacionais e importados, a empresa possui um mix com mais de 20 mil itens. São diversas linhas de artigos para armarinho, lazer e artesanato, como agulhas, barbantes, lãs, linhas, alicates, telas, pincéis, tintas, fitas decorativas nacionais e importadas, coleções para cama, mesa e banho, artigos para decoração de Natal, como árvores, bolas, enfeites para outras festas e artigos de época. É muito difícil um consumidor entrar no Rei do Armarinho e não encontrar o que procura, nesses segmentos.

Mas, no início, não era assim. Quando o imigrante sírio Afif Sarruf adquiriu a loja, ainda pequena, fundada em 1926 por seu tio, ele não imaginava que seu negócio se transformaria num importante pólo de abastecimento para uma gama imensa de setores do mercado nacional. Hoje, a empresa é composta pelo Centro de Distribuição, a Loja na região da Rua 25 de Março, além de contar com as vendas efetuadas pela loja virtual, que tem tido bastante aceitação do consumidor, devido à praticidade em se realizar as compras.

Toda essa pujança é fruto de muita dedicação ao trabalho e persistência, valores que foram passados de pai para filho, nas gerações da família Sarruf.  Pierre Sarruf, neto do Sr. Afif, começou a se interessar pelos negócios da família desde cedo. Hoje, é diretor comercial e fala sobre o mercado com a propriedade que toda a experiência de sua família lhe confere. “Três fatores são de extrema importância para se obter sucesso nos negócios: qualidade, preço justo e atendimento impecável. Não há truques. Nossa vantagem é que temos um contato direto com o consumidor, quando ele vem à loja. Nessa ocasião, aproveitamos para fazer um trabalho de pesquisa, procurando identificar o que ele deseja, além do que está comprando. Com base nesses dados valiosos, planejamos a próxima compra. Assim, quando vamos às feiras internacionais na Alemanha e na China, já temos em mente o que o nosso consumidor deseja”, explica o empresário.

Outro alerta de Pierre é não se precipitar fazendo grandes compras sem antes testar o gosto do consumidor.  “Primeiro, trazemos uma amostragem dos produtos novos e fazemos a apresentação ao público. Se a aceitação for positiva, ampliamos a compra e distribuímos a mercadoria, já com uma boa expectativa de venda. Esse teste também ajuda aos nossos compradores varejistas, que são nossos aliados em cada conquista.”  

Pierre Sarruf: "Nosso intuito é oferecer produtos de qualidade, com um excelente custo-benefício para o consumidor"

Um mercado em franca ascensão

Na opinião de Pierre Sarruf, o Brasil é um país que ainda consome muito pouco em decoração de Natal e de festas sazonais. “O mercado tem um campo enorme para crescer. Muitos empresários estão percebendo que a decoração agrega valor e mexe com a emoção das pessoas. O cliente, por sua vez, percebe a preocupação do lojista em tornar o ambiente agradável, e isso passa a ser uma ferramenta importante de fidelização”, considera o empresário.

Segundo o empresário, do total de suas vendas, aproximadamente 15% são referentes a artigos voltados à decoração corporativa. E para impulsionar ainda mais esse segmento, a empresa está ampliando seu mix com produtos novos, importados, que oferecem um custo baixo e ótima qualidade. Trata-se das novas coleções de borboletas gliterizadas, árvores de Natal vistosas e bolas diferenciadas, que serão os lançamentos do Rei do Armarinho na 15a Toys, Parties & Christmas Fair. Os negócios realizados durante o evento representam aproximadamente 15% do total de vendas do ano todo. “A TPCF é uma grande oportunidade para apresentarmos nosso mix aos lojistas, varejistas e decoradores do Brasil todo. Além disso, o evento nos proporciona fazer contatos e ampliar parcerias, no sentido de nos manter presentes em todo o País. E a feira é a melhor vitrine para isso”, afirma o empresário, que completa: “Por conta da ampliação no mix com os novos produtos, nossa expectativa é atingir, em 2010, um crescimento de 20% a 25% nas vendas, índice bem maior do que o obtido em 2009, quando crescemos 18% com relação ao ano anterior”.

Matéria escrita por Rosângela Demetrio e publicada na revista Christmas News 30. Qualquer reprodução só poderá ser feita mediante autorização por escrito.



Mercado de Festas Sazonais comemora crescimento investindo

Atualmente, é difícil falar em Festas Sazonais citando somente as datas mais tradicionais. Esse conceito está mudando?

Os melhores motivos para festejar podem variar de acordo com diversos fatores, como a moda, a cultura ou a religião. O importante é que temos sempre um bom motivo para celebrar. E essa alegria contagia também as empresas que se dedicam a transformar essas comemorações em momentos inesquecíveis, seja pelas fantasias que fornecem, pelo espetáculo dos fogos de artifícios e lançadores de confetes ou pelos projetos de iluminação.

E o que essas empresas têm em comum? Crescem a cada dia. Uma delas é a Mundo Bizarro, uma das cinco maiores distribuidoras no segmento de velas de aniversário e lançadores de confetes, que comprova esse entusiasmo do mercado, ao registrar um crescimento anual em torno de 20% a 25%. “Começamos em 2002, numa sala de 90m2, oferecendo inicialmente dois produtos – Florivela e Arcovela. Hoje, temos um mix com mais de 40 produtos, um galpão com 900 m2 na cidade de São José (SC) e mais de 2000 clientes espalhados pelo Brasil – lojas de festas, papelarias, supermercados, atacadistas, organizadoras de eventos e bufets. Além de atendermos a todo o mercado interno, já exportamos para Espanha e Portugal e, no momento, estudamos futuras parcerias para ampliar exportações”, conta Ilan Reznik, diretor da Mundo Bizarro.

Buscando o que há de mais avançado no mercado internacional, a empresa procura trazer e oferecer aos clientes, produtos exclusivos e inovadores. Vale destacar a Florivela Musical, primeiro produto da Mundo Bizarro, que é uma vela com formato de flor e inúmeros efeitos diferenciados, como cascata de estrelas, pétalas da flores se abrindo e a canção de feliz aniversário. “Fomos os primeiros a lançar esse produto no Brasil, e ainda hoje é nosso carro-chefe”, afirma o diretor.

“Mesmo trabalhando com produtos que não são de primeira necessidade, conseguimos enfrentar a crise econômica do ano passado, atingindo nossas metas iniciais, o que comprova que o povo brasileiro gosta de celebrar, mesmo em épocas difíceis. Nosso pico de vendas fica por conta das festas de final de ano e do Carnaval, épocas nas quais aumenta a demanda por nossa linha de lançadores de confete, que vêm com selo do Inmetro de segurança de artigos para festas.”, completa Ilan.

Percebendo o sucesso da Florivela Musical e sabendo que o Brasil é o país do futebol, a Mundo Bizarro elaborou um produto exclusivo e patenteado pela empresa: a Bolavela. O produto tem o formato de uma taça de futebol, que revela uma bola em sua abertura. E as novidades não param por aí. A empresa tem projetos de lançar produtos inovadores na 15ª Toys, Parties & Christmas Fair que prometem renovar a maneira de se comemorar as festas no Brasil.

Fogos Júpiter vai lançar pelúcia nas próximas festas sazonais

Alguns países do hemisfério norte conservam a cultura dos shows pirotécnicos, pelo espetáculo propriamente dito. São os chamados Fireworks. Em dia de Fireworks, as pessoas dirigem-se às margens de um lago ou praia e ali assistem ao show. No Brasil, utilizamos a queima de fogos em sinal de comemoração. As datas mais comuns para esse tipo de cerimônia acontecem nos meses de junho e julho, nas festas juninas, e no fim do ano, durante as festas de Reveillon. Nessas ocasiões as lojas de fogos de artifício esvaziam os estoques, pois a demanda é sempre muito alta.

Uma das principais distribuidoras de fogos de artifício no Brasil é a Fogos Júpiter. Uma das líderes mundiais nesse segmento, a empresa, que nasceu na Argentina, foi fundada no Brasil em 1999, instalando-se no estado de Minas Gerais. Hoje, está sediada na cidade paulista de Santa Isabel, local em que mantém o escritório central e o depósito de onde saem os produtos distribuídos para todo o país, por meio de seus representantes. Além dos artigos de pirotecnia, a empresa também trabalha com vasta linha importada de enfeites natalinos e para festas. Sua clientela é formada em grande parte por atacadistas, varejistas e lojistas.

“Sentimos que o mercado de festas sazonais está crescendo gradativamente, porém de forma firme. Muito desse crescimento do mercado deve-se aos avanços tecnológicos, que foram bastante significativos no segmento pirotécnico, principalmente na parte de produção”, afirma Ruben Caneda, diretor comercial da Fogos Júpiter. “Aguardarmos com otimismo a oportunidade de expor nossos lançamentos na 15ª Toys, Parties & Christmas Fair, ocasião na qual faremos contatos com potenciais clientes, além de oferecermos as novidades que buscamos no exterior ao mercado brasileiro”, completa o diretor.

Um dos carros-chefes da empresa são as chamadas “tortas”, que são uma espécie de bateria de fogos de artifício, que já vêm montados de forma que o usuário precise apenas acender o pavio principal. Responsáveis por verdadeiros shows pirotécnicos, as “tortas” fazem muito sucesso em todas as comemorações, com maior demanda na época do Reveillon. Outra novidade que será lançada na feira é o lança-pelúcia. Trata-se de um lançador de confete que carrega também pequenos bichos de pelúcia em seu interior, que são lançados para fazer a festa dos participantes.

 Nem só de coelhos e ovos vive a Páscoa

A mais tradicional das festas sazonais, a Páscoa, também está anunciando evidências de mudanças em sua forma de representação. No mercado já podemos encontrar as mais diversas opções de enfeites e cores, incluindo até mesmo outros animaizinhos decorativos, além dos tradicionais coelhos e ovos. Essa é a aposta da Cromus Embalagens incrementar as vendas deste ano. Uma das inovações da empresa é o lançamento de tendências internacionais, apresentadas em seu catálogo de produtos: o Espaço Tendência. Desenvolvido com base em pesquisas no exterior, algumas das tendências apresentadas são:

 Cores

As cores para a Páscoa 2010, são o roxo, lilás, pink, rosa, laranja, verde e amarelo.  Essa tendência está presente em diversas feiras internacionais por meio de espaços conceito, design de catálogos, sites e comunicação visual dos mais diferentes e variados produtos. 

Galinha

Um novo personagem surgiu como tendência para 2010 – a galinha. Transformada num sofisticado item decorativo está inserida em decoração de ambientes, mesas, lojas e espaços conceito junto a ovos, coelhos e patos. A ave é representada em muitas cores em de peças de cerâmica, tecidos, móbiles, em resinas e pelúcias.

Patos, Sapos e Vaquinhas

Além dos tradicionais coelhinhos, a Páscoa está ganhando novos elementos e personagens para encantar principalmente as crianças, como patos, sapos e vacas decorativas, além das galinhas já citadas. Eles podem ser expostos junto a ovos coloridos na decoração ou até mesmo para presentear adultos e crianças.

Tecidos

De acordo com tendências internacionais os tecidos surgiram para estabelecer um novo conceito na hora de embalar, empregando leveza, sofisticação e personalizando o produto pela beleza de suas cores.

Matéria escrita por Rosângela Demetrio e publicada na revista Christmas News 30. Qualquer reprodução só poderá ser feita com autorização por escrito.



Europa lança as tendências 2010/2011

A imaginação e a fantasia desafiam a realidade em temas ousados e criativos apresentados para o mercado internacional de decoração na feira Christmasworld, em Frankfurt

As tendências para a próxima temporada foram lançadas na feira Christmasworld, em Frankfurt, realizada de 29 de janeiro a 2 de fevereiro deste ano. Hora certa para o início do novo ano comercial, o setor internacional de decoração de Natal e festas sazonais pôde captar, durante o evento, os estilos mais modernos e as influências das novas tonalidades e linhas, além dos novos cortes e padrões, visando o planejamento assertivo das próximas coleções.

A mais importante feira da Europa em seu segmento, Christmasworld reúne toda a cadeia produtiva e os maiores negociadores do mercado internacional de decoração de festas. Um ponto de encontro, onde distribuidores, atacadistas e varejistas, além de designers, arquitetos, decoradores e formadores de opinião encontram não só os produtos que irão encantar seus clientes, mas toda a apresentação do que será tendência na próxima temporada. A gama de produtos expostos é formada por uma grande variedade de árvores de Natal, presépios, estatuetas, tecidos, artigos eletrônicos para atrações natalinas, produtos para festas sazonais e outras comemorações, utensílios descartáveis para uso em eventos, artigos religiosos, fitas e embalagens, velas, fragrâncias, flores artificiais, vasos e acessórios, produtos para projetos de iluminação decorativa, fogos de artifício, fantasias, máscaras, entre outros.

Os conceitos inovadores de decoração, formatados em quatro ambientes reais construídos nos salões da feira, foram desenvolvidos pela equipe de designers da empresa alemã “bora.herke”,  para destacar as principais influências que serão tendências em 2010/2011. Cada espaço simbolizava um estilo, captando a representatividade de tendências emocionais e artísticas, inspiradas nas artes plásticas, em música, cultura e design. O objetivo era o de orientar o público em suas escolhas e servir de inspiração para outros artistas e designers, no momento em que estivessem em contato direto com as linhas de produtos apresentadas na mostra. Desde 1990, o estúdio alemão de designers “bora.herke”, responsável pela criação dos projetos, vem atuando com olhar visionário sobre os diversos segmentos da moda, decoração de interiores e estilo de vida, fazendo o monitoramento visual e a aplicação de novas tendências.

Os quatro espaços decorados ofereciam inúmeras possibilidades de transformar sonho e fantasia, em realidade, procurando refletir os desejos do consumidor. “A influência da moda, do design e da arte é cada vez mais evidente no setor da decoração, estando interligadas umas às outras. Observamos que nos últimos anos, a sociedade tem valorizado mais os produtos duráveis do que os descartáveis. Essa atitude está intimamente associada a um alinhamento com a natureza e uma consciência pelo consumo sustentável. Todos esses aspectos são considerados em nossa pesquisa. Cada um dos quatro temas corresponde a um ambiente diferente, a partir destas influências. Todos eles combinam a modernidade, mantendo um tom lúdico”, explicou Claudia Herke, designer da bora.herke. O trabalho encomendado pela Messe Frankfurt ao estúdio revelou como tendências, quatro temas: Authentic, Optimistic, Eccentric e Graphic.

Authentic – simples, original, exclusivo

Messe Frankfurt - Authentic Trend

Authentic é um estilo natural, aquecido por detalhes que quebram sua harmonia clássica. Tudo parece frágil, delicado, sensual e ainda contemporâneo. Móveis em pátina combinam com esse ambiente. A fusão entre o antigo e o novo cria uma reciclagem original e chique. Os parâmetros de cor são criados a partir de escalas de verde, azul petróleo, alabastro e linho branco, combinados com todos os tons de prata. O intrigante tema é expressado por desenhos de flores e formas, bem como por efeitos de luz e sombra, que fluem seduzindo o observador para um trabalho fantástico. As decorações que refletem este estilo são tanto românticas como modernas.

Optimistic – prático, aconchegante, divertido

Messe Frankfurt - Optimistic Trend

Optimistic é um tema alegre e bem-humorado que permite uma ampla margem de criatividade e ideias não-convencionais. A característica que mais chama a atenção do observador é o uso de materiais artificiais como o plástico, chapas e revestimentos de borracha, combinados com técnicas artesanais. O tema mostra uma jovialidade contagiante que chega a ultrapassar os limites do ambiente, envolvendo também o que está ao seu redor. Os traços são fortes e a paleta de cores transcorre do vermelho-salmão ao rosa escurecido, com tons de verde, azul e amarelo.  

Eccentric – luxuoso, elegante, sofisticado

Messe Frankfurt - Eccentric Trend

Eccentric reflete o anseio por algo especial. Diferentes culturas, épocas e movimentos da arte colidem com o estilo eccentric de decorar, que se permite fazer um vôo livre entre o retro e o moderno. Peças arrojadas, pele de animais e materiais como veludo, couro gravado, penas e contas de madeira criam efeitos interessantes e reforçam o luxo. As cores expressam a exclusividade e a elegância feminina: bronze, ouro, vinho, rubi, azul escuro, verde. Motivos, ornamentos e formas inspiradas no mundo animal definem o projeto. Neste tema, a fantasia de uma vida elegante e de alto-padrão toma sua forma, podendo ser aplicado tanto convívio familiar como no ambiente de trabalho.

Graphic – moderno, funcional, descontraído

Messe Frankfurt - Graphic Trend

Graphic brinca com as formas geométricas. O visual apresentado em graphic é esportivo e elegante. Esta tendência utiliza diversos tons de branco e negro aveludado. A mistura clássica de cores, com formas lineares e pouco ousadas torna o ambiente confortável e prático. Para dar um destaque, são permitidas cores neutras como ouro e prata. Este estilo representa o desejo pela funcionalidade, sem dispensar o viver bem. É onde os desejos da vida moderna transformam-se num ambiente descontraído, espontâneo, intenso e com acessórios da moda.

Matéria escrita por Rosângela Demetrio para a revista Christmas News, que foi publicada com algumas alterações. Qualquer reprodução deverá citar fonte e autoria.



Em primeira mão, saiba quais as tendências 2010/2011 que serão lançadas na feira de Frankfurt em Janeiro

Ainda estou apurando os fatos e editando as entrevistas sobre o que será apresentado em Frankfurt em janeiro/fevereiro de 2010. Enquanto isso, aproveite para dar uma olhada nas imagens das tendências. Não são fascinantes?

Authentic

CW_Authentic-bx-res

Eccentric

CW_Eccentric-bx-res

Graphic

CW_Graphic-bx-res

Optimistic

CW_Optimistic-bx-res

As imagens são de divulgação da Messe Frankfurt



Europa lança as tendências 2009/2010

A imaginação e a fantasia desafiam a realidade em temas ousados e criativos apresentados na Europa

As tendências para a próxima temporada foram lançadas pela equipe de designers da renomada empresa alemã “bora.herke”, durante a feira Christmaswork, em Frankfurt, realizada de 30 de janeiro a 3 de fevereiro deste ano. Hora certa para o início do novo ano comercial, o setor internacional de decoração pôde captar, durante o evento, os estilos mais modernos e as influências das novas tonalidades e linhas, além dos novos cortes e padrões, visando o planejamento assertivo das próximas coleções.

Claudia Herke e Cem Bora, fundadores e proprietários da bora.herke

Claudia Herke e Cem Bora, fundadores e proprietários da bora.herke

As novidades foram apresentadas de duas maneiras: numa publicação denominada Express your dreams – Christmasworld Trend Brochure, desenvolvida por seus profissionais com o objetivo de destacar as principais influências e conceitos que serão tendência em 2009/2010, e formatadas em quatro ambientes reais, construídos nos salões da feira. Cada espaço simbolizava um estilo, captando a representatividade de tendências emocionais e artísticas, inspiradas nas artes plásticas, em música, cultura e design. O objetivo era o de orientar o público em suas escolhas e servir de inspiração para outros artistas e designers, no momento em que estivessem em contato direto com as linhas de produtos apresentadas na mostra. Desde 1990, a “bora.herke” vem atuando com olhar visionário sobre os diversos segmentos da moda, decoração de interiores e estilo de vida, fazendo o monitoramento visual e a aplicação de novas tendências.

Os quatro espaços decorados ofereciam inúmeras possibilidades de transformar sonho e fantasia, em realidade, procurando refletir os desejos do consumidor. “A influência da moda, do design e da arte é cada vez mais evidente no setor da decoração, estando interligadas umas às outras. Cada um dos quatro temas corresponde a um ambiente diferente, a partir destas influências. Todos eles combinam a modernidade, mantendo um tom lúdico”, explicou Claudia Herke, designer da bora.herke. O trabalho encomendado pela Messe Frankfurt à agência de design alemã, revelou como tendências, quatro temas: Airy, Sweet, Comfort e Obsession.

Airy – Imaginação tão leve quanto o ar

BX_Airy 2Airy é um estilo moderno, que emana facilidade. Tudo parece frágil, delicado, sensual e ainda contemporâneo. Os parâmetros de cor são criados por calcário variando de pastéis de nata ao rosa pálido e cinzento, combinado com todos os tons do branco. Transparente e translúcido, os materiais são tão leves quanto as cores. Elas incluem, por exemplo, o cristal facetado, madrepérola, seda e porcelana. O delicado tema é finalmente expressado por desenhos lineares, flores, relevos, modelagens e gravuras, bem como por efeitos de luz e sombra negra. Motivos borrados e estruturas fluem para seduzir o observador para um trabalho fantástico. As decorações que refletem este estilo são tanto românticas como modernas. 

Sweet – Docura, êxtase da corBX_Sweet 2

Sweet é sensual e feminina, apresentando traços fortes em tonalidades de cores destorcidas. A paleta se estende desde areia, água e turquesa até violeta, calcário e ardósia cinzenta, flores, superfícies e estampas. Superfícies de olhar doce e meigo demais. Causam impacto o excesso de açúcar, cristalizado e envidraçado. Materiais: plástico, verniz e porcelana, tule e fitas de cetim. Neste tema, o sonho lúdico se transforma em realidade. A comemoração é celebrada com estilo descontraído, espontâneo, intenso e com inúmeros acessórios.

Comfort – Jogo dos opostos

BX_Comfort 2Comfort brinca em torno dos contrastes. Neste tema, é sugerida uma combinação entre o estilo contemporâneo e elementos tradicionais. Pedra natural, com variedade de nuances, interagindo com superfícies metálicas em cromo ou alumínio, por exemplo. Espelho e vidro aliados à pele de carneiro, curtume e corda. Desenhos permitem o uso de estampas norueguesas, motivos e listras geométricas, bem como lascas de pedra e madeira. Eles incluem cores neutras como ardósia cinza, grafite e caramelo combinadas com vermelho-tijolo. Este estilo representa o desejo pela funcionalidade, assim como pelo conforto. Festas modernas e futurísticas com aspecto de celebrações tradicionais.

Obsession – Fantasias de um luxuoso e elegante estilo de vidaBX_Obsession 2

Obsession reflete o anseio por algo especial. As cores expressam a exclusividade e a elegância feminina. Quartzo rosa e malva iluminados por tons de mogno, berinjela, violeta e dourado. Motivos, ornamentos e formas do mundo animal definem o projeto. Materiais exclusivos reforçam o luxo, como por exemplo, cristais, pedras preciosas, mármore, madeiras de qualidade superior, seda e cetim. Neste tema, a fantasia de uma vida elegante e de alto-padrão se transforma em realidade, podendo ser aplicada tanto no ambiente familiar, como por ocasião de uma festa mais extravagante. 

Mesclando cores e formas

A grande questão é adaptar as influências da moda à decoração de Natal. Ao combinar as cores, deve-se primar pela utilização de tonalidades que se complementem mutuamente, com harmonia. Uma garantia de acerto é explorar os tons monocromáticos. O vermelho é o eterno favorito, em todas as suas nuances; clássico entre as cores natalinas está novamente em alta.

A tradicional loja inglesa Krebs Glas Lauscha apresentou na feira, artigos com grande variedade de vermelho, indo do rosa pálido até o clássico grená e roxo escuro. Decorada com cores fortes, a árvore de Natal ganha uma aparência mais fresca e moderna, mesmo sendo tradicional. A perfeição em cada detalhe, efeitos especiais e motivos inovadores contribuem para a repaginação de antigos temas. Com força também apareceram cores como creme, bege e marrom, que são, por um lado, sugestivos de uma ligação com a natureza e, por outro, lembram certos doces e sobremesas. A alemã Inge’s Christmas Décor inspirou-se no café expresso e criou uma linha de artigos natalinos que transfere o prazer do café gourmet à árvore. Utilizando grãos de café pintados e estilizados, a empresa criou ornamentos atraentes, tanto pela beleza, quanto pelo aroma. Não existe uma regra ou algo proibido quando o assunto é decorar. O importante é seguir as tendências e mesclar com criatividade, lembrando sempre que um detalhe faz toda a diferença.

Imagens de divulgação Messe Frankfurt / Foto divulgação bora.herke.



A importância da embalagem no processo logístico
12/09/2009, 05:55
Filed under: Design, Matérias | Tags: , , , ,

Mais do que uma simples caixa para transporte, a embalagem ganha importância na cadeia produtiva

A embalagem é uma das principais ferramentas de comunicação da marca, pois carrega sua imagem e deve conjugar forma, volume e cores, estabelecendo um vínculo visual e emocional com o consumidor. Além disso, ela protege o produto até o consumidor final. Geralmente deixada a cargo dos profissionais de marketing, que se preocupam com a aparência atrativa de cada item, ela é fundamental em todo o processo logístico do produto, pois seu uso ineficaz pode acarretar devolução de carga, avarias por quebra ou umidade no transporte e aproveitamento inadequado do espaço dentro do contêiner ou da carreta. O custo de transporte está diretamente ligado ao dimensionamento da embalagem, sendo mais relevante em situações de exportação.

“Este é um assunto importante e merece ser administrado com alto grau de profissionalismo. A embalagem deve ser avaliada e questionada continuamente, pois pode inclusive promover redução de custos, especialmente quando o produto é de alto consumo”, afirma José Maurício Banzato, diretor da IMAM Consultoria. “Nos últimos 10 anos, as leis e os regulamentos, os novos produtos, a globalização das tecnologias e o aumento da competitividade aceleraram o processo de modernização desse segmento, que é essencialmente uma atividade “business-to-business” e um enorme sistema, que envolve desde as matérias-primas até o descarte do material usado. O ideal é projetar produtos que utilizem a menor quantidade de embalagem e que esta seja reciclada ao menor custo”, completa o diretor.

Pensar a embalagem como um item gerador de benefícios na apuração final dos custos é um processo cada vez mais valorizado pelo mercado. Afinal, é preciso conjugar, de um lado, o varejista, fazendo pedidos complexos e exigentes, e do outro, o fabricante, que precisa controlar seu orçamento e ao mesmo tempo atender à demanda e aos prazos de entrega. A tarefa de “fazer o meio de campo” fica por conta do setor de distribuição, que precisa dispor de conhecimentos técnicos em logística de última geração para implantar redes viáveis e competitivas que atendam tanto às necessidades da fábrica quanto ao mercado de varejo.

Isso vem comprovar que a embalagem tem um papel estratégico no processo logístico, devendo ser considerada por todos os envolvidos na cadeia de produção. Além da preocupação com os critérios e padrões de qualidade, as tendências e os anseios do mercado por novidades, a maioria dos designers de produtos já tem essa visão globalizada. Para a designer Gértri Bodini, da DG+ Design, o trabalho deve ser de equipe: “Procuramos atuar em conjunto – marketing e logística –, para desenvolver embalagens com formatos apropriados, sempre visando preencher o maior espaço possível dentro das caixas. Se for necessário desmontar uma panela, virar a tampa, dobrar o cabo, otimizando o espaço nas caixas, faremos isso, sem deixar de observar as características regionais do destino”.

Desta forma, o profissional responsável pelo projeto da embalagem precisa se inteirar de todas as peculiaridades do que será embalado. Isso inclui: conhecer a resistência do produto a choque mecânico (queda), pressão, temperatura, fragilidade, a composição dos materiais, se ele é corrosivo, explosivo ou inflamável, preparando-a inclusive para as condições ambientais de luz, temperatura e umidade, desde sua produção até o descarte pelo cliente final. Além disso, ele deverá conhecer também como será o processo de armazenagem, o manuseio, a identificação para controle, a movimentação da carga, a distribuição e a forma de entrega, que pode ser por vários modos de transporte: rodoviário, ferroviário, marítimo, fluvial, aéreo ou misto.

Somente após o estudo detalhado de todos esses itens, o designer poderá desenvolver adequadamente a embalagem que melhor se adapte física e economicamente ao processo de logística de determinado produto. Também é importante ressaltar que cada país possui uma legislação própria, que deve ser levada em consideração, principalmente se a intenção da empresa é destinar o produto à exportação.

A exposição do produto no PDV

O designer Christian Machado, diretor executivo da Bertussi Designdustrial, chama atenção para outro item a ser contemplado pelos profissionais envolvidos: a forma de apresentação do produto no ponto-de-venda. Ele acredita que o sucesso do produto está diretamente associado à sua adequada e sedutora exposição no momento de decisão da compra. “Alguns artigos carecem de contato físico, sendo inadequadas embalagens que apresentem barreiras ao contato manual. Já outros precisam de suportes visuais que exemplifiquem os potenciais usos ao consumidor, sendo neste caso a embalagem a principal ferramenta de comunicação disponível ao fabricante.”

Para Gisela Schulzinger, coordenadora do Comitê de Design da Associação Brasileira de Embalagem, “as tecnologias utilizadas pelo setor estão cada vez mais avançadas, sempre visando atender às necessidades e aos anseios do consumidor, em linha com a realidade de consumo, não só em termos de praticidade, mas em termos de custos”. Ela também acredita que para o sucesso total do projeto, é importante o marketing dispor de informações desde a fabricação do produto até a sua venda final, incluindo as condições no PDV.

Hoje, o mundo se volta para o uso de embalagens recicláveis. Empresas no mundo todo deparam-se com barreiras legais sobre a natureza e o descarte de cada caixa ou recipiente. Segundo Gisela, “a grande maioria dos fabricantes de embalagens, de alguma forma, está envolvida com sustentabilidade, reciclagem e projetos de melhora do processo de interferência no meio ambiente e conscientização do consumidor, investindo pesado nessa área”. Outro fator interessante, que ganhou relevância com a globalização, é a simbologia – o significado das cores, dos nomes e dos números. Na China, por exemplo, embalagens contendo quatro unidades de um artigo não são bem-vindas, pois o quatro é um número ruim para os chineses e eles podem até mesmo devolver a carga. Em diferentes partes do mundo, algumas cores e determinados números são encarados positiva ou negativamente, refletindo características da cultura e das crenças de cada povo. Mais um item a ser considerado no processo logístico.

Matéria publicada na revista HG Casa 46. Proibida a reprodução.