Rosangela Demetrio


Um novo tipo de cliente

Adolescentes apresentam seu poder de compra e querem ser bem atendidos

Chega a melhor época do ano para o comércio, e os eletrônicos continuam sendo um dos itens mais procurados pelo consumidor, especialmente pelos adolescentes, que aos poucos estão formatando uma nova categoria de cliente e podem fazer muita diferença no fechamento das vendas do período. Eles, geralmente, não conhecem os produtos de forma aprofundada, mas querem possuir o que há de mais moderno, aquilo que está na moda. As equipes de vendas das lojas precisam ser pacientes, calorosas, acolhedoras e estar treinadas e preparadas para esclarecer as dúvidas desse novo cliente, pois muitas vezes ele não sabe nada sobre aquele produto, mas quer comprá-lo.

O jovem pode entrar confuso na loja e acabar ficando envergonhado por fazer tantas perguntas e ainda estar com dúvidas. Deixá-lo à vontade é fundamental. Aqui entra o lado psicólogo de cada vendedor, que deverá fazer perguntas até conhecer o perfil do cliente e poder oferecer a ele produtos compatíveis. Sugerir diversas opções de compra só trará benefícios para o cliente, pois ele só pôde ver o que está exposto na vitrine, não tudo que está no estoque. De repente, uma opção mais acertada está guardada lá na estante. Levando em consideração que é Natal, o cliente provavelmente está procurando um presente para alguém querido, namorada ou namorado, pais, avós, amigos. Toda a ajuda do vendedor será bem-vinda.

Um dos pontos determinantes para não perder boas vendas é não discriminar clientes, principalmente pela aparência. Atender bem a todos só agrega valor à loja, pois o cliente ficará satisfeito e poderá fazer indicações aos seus colegas. É importante que o lojista tenha em mente três fatores: em primeiro lugar, o poder de compra de um adolescente pode ser até mais forte do que o de muitos adultos; em segundo lugar, as equipes da loja podem não estar preparadas para atender a este público; em terceiro lugar, esse novo cliente pode agir de forma estranha, entrar na loja ouvindo som alto ou não saber se expressar, gerando inclusive momentos de embaraço. Estes poderão sentir-se como peixes fora d’água e, para driblar esta situação, o vendedor deverá ter jogo de cintura.

Haverá certa percentagem de clientes que sua equipe será capaz de conquistar, porém vendedores treinados para atender todo tipo de público podem refletir um valor superior em vendas neste final de ano. Fique atento!

Artigo publicado no Jornal Empresas&Negócios em 15/12/2010.

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: