Rosangela Demetrio


Emballage 2010 prioriza inovação e desenvolvimento sustentável

De 22 a 25 deste mês, Paris será palco do evento internacional da embalagem

Criado em 1947, Emballage, a Exposição Internacional da Embalagem, estabeleceu-se como o principal evento profissional da indústria de embalagens da Europa. Com 1.300 expositores, a edição deste ano está repleta de novidades, que começam com as chamadas embalagens verdes, que visam à sustentabilidade e preservação ambiental, até caixas, pacotes, sacolas, e aquelas que são verdadeiras soluções para o setor.

Os fabricantes e distribuidores de 95 países, além de embalagens, expõem materiais de base e acessórios, máquinas de processamento de material, máquinas de embalagem secundária e primária, produtos relacionados aos setores de impressão, marcação, codificação, rotulagem, armazenamento de máquinas e equipamentos de manutenção, para um público estimado em 85 mil visitantes, que são principalmente consumidores e formadores de opinião relacionados à indústria de processamento de alimentos, farmacêutica e cosmética, indústrias de bens de consumo, fabricantes de embalagens e também do setor de varejo.

O setor de embalagens é muito amplo e diversificado. Ele abrange múltiplas atividades, incluindo não só as fábricas de embalagens em si, como vidro, papel, plástico, madeira e metal, mas também as indústrias produtoras das matérias-primas utilizadas em sua fabricação e as empresas que comercializam os materiais, construtores, instaladores das máquinas e sistemas integrados, os prestadores de serviços (acondicionamento, impressão, publicidade, criação e promoção), e as atualíssimas empresas de gestão e reciclagem de resíduos, entre outras.

Segundo dados do site da ABRE (Associação Brasileira de Embalagem), um estudo macroeconômico da indústria brasileira de embalagem realizado pelo IBRE (Instituto Brasileiro de Economia) / FGV (Fundação Getúlio Vargas) para a própria ABRE demonstra o bom resultado do setor no período que sucedeu a crise econômica. A produção física da embalagem cresceu 16,29% no primeiro semestre de 2010, em relação a igual período de 2009. A estimativa de faturamento do ano de 2010 pode chegar a R$ 40 bilhões e o crescimento previsto deve ser superior a 10%.

Na análise por setor, a produção física de todos os segmentos – madeira, papel, papelão e cartão, plástico, vidro e metal – foi positiva, com crescimento de 16,29% no primeiro semestre de 2010, em relação a 2009. A participação de cada segmento na indústria de embalagem, comparado ao ano de 2009, destacou o crescimento do mercado de embalagens metálicas, que saltaram de 17,6% para 26,6%.

Artigo publicado no Jornal Empresas&Negócios em 24/11/2010.

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: