Rosangela Demetrio


Colômbia aguarda os turistas

Colômbia se redescobre como nova rota para o turismo internacional e procura atrair investimentos no setor

Até alguns anos atrás, a Colômbia era marcada pelo domínio do tráfico de drogas. Mas, hoje, a realidade é muito diferente. Os esforços daquele governo estão voltados para inserir definitivamente a Colômbia na rota do turismo internacional. Um bom passo para isso é a realização da 3ª edição da SAHIC (South American Hotel & Tourism Investment Conference), evento que reúne empresários e investidores do setor hoteleiro e de turismo, ter sido agendada para os dias 27 e 28 de setembro, no hotel Hilton de Cartagena, na Colômbia. Trata-se de uma ótima chance para mostrar o crescimento da indústria turística do país e as possibilidades de investimento que o oferece ao setor.

A conferência espera reunir cerca de 300 investidores colombianos e internacionais, além de redes hoteleiras, fundos de investimentos públicos e privados e empresários nos diferentes âmbitos da indústria hoteleira.

O pacote de benefícios oferecido pela Colômbia para investimentos estrangeiros em turismo inclui a isenção total de imposto de renda por um período de 30 anos, além de um crescimento médio muito superior ao mundial. Com o aumento do número de turistas estrangeiros, cerca de 10,4% ao ano durante a última década, passando de 600.000 para 1,4 milhão de viajantes internacionais entre 2000 e 2009, também cresceu o número de investimentos em infra-estrutura. A expectativa daquele governo é receber até 2014, 3,9 milhões de visitantes por ano.

Uma indústria com números tão significativos, somada às garantias para investimento e à lei de tratamento especial para o setor, tem feito com que novas e tradicionais empresas insiram a Colômbia no mapa do turismo mundial.

Segundo dados da assessoria de imprensa do Turismo da Colômbia, nos últimos três anos, por exemplo, diferentes cidades da Colômbia foram sede de eventos como a Assembléia Geral da OMI (2007), a 50ª reunião anual da Assembléia de Governadores do BID (2009), a Reunião de Gerentes da Associação Latino-Americana de Transporte Aéreo (2009), a SAHIC (2010), entre outros.

Ainda que o país conte com mais de 18 centros de convenções, a demanda interna e externa exige aumentar a oferta, o que implica em fazer grandes investimentos na hotelaria e em infra-estrutura. Esse panorama do setor turístico da Colômbia se une a uma ampla oferta de projetos turísticos, tanto para o segmento de férias, como corporativo. Vamos torcer pelo nosso vizinho!

Obs.: Este artigo foi baseado em informações fornecidas pela Assessoria de Imprensa do Turismo da Colômbia e Proexport Colômbia

Este artigo foi publicado no Jornal Empresas&Negócios, em 1 de setembro de 2010. Qualquer reprodução deverá citar fonte e autoria.

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: