Rosangela Demetrio


Os brasileiros não perdem tempo na África do Sul

A Apex-Brasil está aproveitando todo o movimento na África do Sul por causa da Copa do Mundo para apresentar os Sabores do Brasil. O objetivo é tornar produtos brasileiros mais conhecidos para a população sul-africana e para os milhares de estrangeiros que estão por lá

Enquanto a Seleção Brasileira de Futebol estava em campo para o jogo contra a seleção de Costa do Marfim, a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) realizava o evento Sabores do Brasil, oferecendo a degustação de diversos produtos brasileiros destinados à exportação, como café, carne, frango, frutas e vinhos. O evento, realizado no espaço Gourmet do Sandton Convention Centre, em Joanesburgo, apresentou e divulgou aos importadores internacionais, imprensa e formadores de opinião, as qualidades e os sabores atraentes dos alimentos e bebidas do Brasil.

Esta edição da Copa do Mundo é tida como uma grande oportunidade para fortalecer relações comerciais entre os países envolvidos, principalmente entre Brasil e África do Sul. É um momento descontraído, em que podem ser abordados assuntos comerciais sem grandes formalidades. Muitas vezes, em conversas informais podem ser pré-agendados encontros futuros e até a comercialização de produtos. Cinco entidades parceiras da Apex-Brasil participaram do evento: União Brasileira de Avicultura (UBABEF), Associação Brasileira da Indústria do Café (ABIC), Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (ABIEC), Instituto Brasileiro de Frutas (IBRAF) e Instituto Brasileiro do Vinho (IBRAVIN).

O grande potencial do agronegócio brasileiro foi o destaque da mostra, atraindo possíveis importadores e investidores do mercado africano. Além de provarem os pratos preparados à base de carne bovina brasileira e frango, todos puderam degustar as frutas, os espumantes e o café do Brasil. Houve também a distribuição de material informativo e camisetas com a logomarca do evento.

E a degustação de produtos à base de carne de frango não se restringe ao evento. A UBABEF estendeu a ação à rede de lanchonetes A Real, de Joanesburgo, que utiliza carne brasileira nos pratos que oferece. A intenção é servir mil quilos de carne de frango até o final da Copa do Mundo. Já o IBRAF está distribuindo frutas brasileiras e amostras de sucos nos arredores dos estádios e em alguns restaurantes de Joanesburgo também.

Uma coisa é certa e a Apex-Brasil trabalha muito bem para isso: quanto mais sul-africanos e estrangeiros do mundo todo provarem os sabores brasileiros, maiores serão as chances de ampliarmos nossas exportações e, com isso, favorecer o superávit de nossa Balança Comercial.

Este artigo foi baseado em informações fornecidas pela Apex-Brasil. Artigo publicado pelo Jornal Empresas & Negócios em 23 de junho de 2010. Qualquer reprodução deverá citar a fonte e a autoria da jornalista Rosângela Demetrio.

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: