Rosangela Demetrio


Couromoda apresenta o que há de mais moderno no setor calçadista nacional

Em 2009, as vendas de calçados brasileiros cresceram no mercado interno e, segundo os organizadores da feira, bateram a marca de 630 milhões de pares vendidos. Ao mesmo tempo, as exportações recuaram 28%. A Couromoda é uma boa oportunidade para fabricantes, lojistas e importadores desenvolverem as melhores estratégias, no sentido de alavancar as exportações do setor para 2010

Esta é a 37ª edição da Couromoda – Feira Internacional de Calçados, Artigos Esportivos e Artefatos de Couro, que acontece em São Paulo (no Anhembi) desde o dia 18 até o dia 21 de janeiro, e lança as novas coleções de moda de aproximadamente 3.000 marcas de calçados, bolsas, artigos de viagem, esportivos e acessórios, apresentadas por mais de 1.000 expositores. Mais de 65 mil lojistas, distribuidores, empresários e importadores são esperados para a feira, e a estimativa dos organizadores é que os negócios encaminhados durante os quatro dias de feira atinjam até 30% da produção anual de calçados.

Escolhi a segunda-feira (18) para fazer minha visita ao evento. Os estandes estavam recheados de novidades e a tendência mais forte é a preocupação com o conforto. São muitas marcas exclusivamente criadas para que o nosso caminhar seja mais macio e sem apertos. Muitos acessórios também estão voltados para amortecer o impacto e o atrito dos pés com o calçado, como palmilhas de silicone, por exemplo. Os sapatos femininos são o grande destaque da Couromoda (representam 31% das empresas expositoras), mas a feira também mostra uma enorme variedade de bolsas, acessórios de moda, calçados masculinos, artigos esportivos, artigos infantis, bijuterias, confecções e demais produtos relacionados ao setor.

Além das requintadas grifes do setor calçadista, vale ressaltar a presença de alguns estandes coletivos, que reuniram diversas marcas fabricadas no mesmo pólo calçadista. Visitei o estande das indústrias do Rio Grande do Sul, organizado pelo Sebrae gaúcho, com o apoio da Apex; também o de Franca (SP), onde o calçado masculino era a principal estrela; os mineiros também estavam muito bem representados, num estande com inúmeras sandálias, tênis, bolsas e sapatos. Sem deixar de mencionar os industriais de Birigui, presentes com suas linhas de calçados infantis, entre outros, e os licenciados. Confesso que fiquei impressionada com a qualidade dos produtos, acabamento de primeira linha e design avançado. A criatividade merece destaque, principalmente nas linhas de calçados femininos e bolsas.

O Brasil nunca apareceu tanto. Com a expectativa da realização, aqui, dos Jogos Olímpicos de 2016, entre outros fatores, estamos envolvidos por uma espécie de aura positiva. É importante sabermos aproveitar o momento e investir no segmento calçadista, que é um grande gerador de empregos neste país.

Artigo escrito por Rosângela Demetrio, publicado no Jornal Empresas&Negócios, em 20/janeiro/2010.

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: