Rosangela Demetrio


Um breve perfil econômico da Índia

Governo estável e comprometido com um processo contínuo de reformas desenvolvimentistas garante o crescimento indiano e a larga presença de seus produtos no mercado internacional

Com população superior a um bilhão de habitantes, a Índia tem um mercado interno promissor, sendo a classe média a mais favorecida no tocante à elevação do poder aquisitivo. A principal meta do governo indiano é manter um crescimento econômico constante entre 6% e 8% ao ano e, além disso, conter a taxa de inflação ao nível de um dígito, incentivar um maior desenvolvimento da produção agrícola e expandir a indústria em pelo menos 10% ao ano.

Houve algumas mudanças fundamentais na economia, nas políticas governamentais, na atitude do comércio e da indústria e no estilo de vida dos indianos. As empresas nacionais não temem mais a concorrência com as multinacionais; o fatalismo e o conformismo cederam lugar ao otimismo e à ambição; a prosperidade e o sucesso passaram a ser valorizados como metas; os recém-formados não buscam mais exclusivamente a estabilidade do emprego público e passaram a enfrentar os desafios do mercado de trabalho. Assim, e aos poucos, a Índia vem crescendo e aparecendo.

Entre os pontos fortes da economia indiana, vale ressaltar a agricultura, responsável por aproximadamente 20% na composição do PIB, especialmente com a produção de chás, grãos, algodão, leite e cana-de-açúcar. O setor industrial, que participa com um índice próximo de 19% do PIB, tem respondido bem aos fortes investimentos na área têxtil e conta inclusive com um ministério especialmente criado para tratar desse segmento, o Ministério da Indústria Têxtil e Confecção. Outro forte aliado da indústria indiana é o aço, que se beneficia por ter uma produção com os custos mais baixos do mundo. A indústria farmacêutica, por sua vez, promete bater recordes este ano. Hoje, a Índia é uma das maiores produtoras de medicamentos genéricos do mundo. Serviços como hotéis, transportes e comunicação (call-center) apresentara crescimento acima de 10% ao ano.

Quanto aos produtos mais exportados, destacam-se gemas e joias, autopeças, tecidos, softwares, produtos químicos básicos, farmacêuticos e artesanato. O principal mercado consumidor indiano está nos Estados Unidos e na União Europeia, além de China, Japão e Coreia. Em contrapartida, o país ainda precisa importar itens como gasolina e derivados do petróleo, eletrônicos, carvão, ferro, aço e adubos.

Artigo publicado no jornal Empresas&Negócios, em 23/12/2009, caderno Economia, página 5.

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: