Rosangela Demetrio


Ações governamentais estimulam o comércio exterior e geram negócios

O melhor incentivo a qualquer tipo de comércio é a integração de seus mercados produtivo e consumidor, com a promoção de eventos segmentados

A maioria das nações tem programas especiais e dedica-se com afinco aos assuntos referentes às relações internacionais. O Brasil não poderia ser diferente. Nosso governo investe bastante no incentivo à exportação, visando lançar empresas brasileiras no comércio internacional e ampliar a entrada de divisas. São desenvolvidos projetos estratégicos, programas de promoção comercial, de acesso aos mercados externos, de incremento da pauta exportadora, de redução de custos de financiamento (o chamado custo Brasil), entre outros.

Uma das mais atuantes parceiras do governo nesse incentivo é a Apex-Brasil – Agência de Promoção de Exportações e Investimentos. A agência, que promove centenas de eventos internacionais por ano, tem como principais diretrizes: identificar vocações produtivas regionais, fortalecer as entidades de classe, realizar estudos e prospecções de mercado, firmar acordos de cooperação com redes internacionais, inserir novas empresas no mercado internacional, promover encontros de negócios com importadores e fortalecer a Marca Brasil. Com isso, a Apex apóia aproximadamente 8.500 empresas exportadoras de quase todos os setores da economia nacional que representam significativa parcela da pauta de exportação do País (aproximadamente 85%).

Um exemplo que vem ratificar o nosso tema, acontece hoje e amanhã (16 e 17/9), na cidade paranaense de Foz do Iguaçu. É o Encomex Mercosul – Encontro de Comércio Exterior no Mercosul, evento que reúne autoridades e empresários do Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai e Venezuela (este último como membro não pleno do bloco). Será uma oportunidade para que empresas dos países participantes possam ampliar as relações comerciais entre si e fortalecer a integração regional.

O Encomex é realizado há 12 anos pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e conta com apoio da Apex-Brasil. Um dado interessante é que nesse período, foram realizadas 135 edições do evento, em mais de 80 municípios brasileiros. Neste período, as exportações brasileiras cresceram de US$ 52,982 bilhões, em 1997, para mais de US$ 197 bilhões no final de 2008, provando que os eventos de negócios são ferramentas eficazes de divulgação e inserção de produtos no mercado externo.

Artigo de Rosângela Demetrio, publicado no jornal Empresas & Negócios em 16/set/2009.

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: